fbpx
Noticia

SNJ deplora arbitrariedades nas empresas jornalísticas



A falta de contratos de trabalho, salários baixos, despedimentos arbitrários e a falta de progressão nas carreiras profissionais são alguns dos problemas enfrentados pelos profissionais da comunicação social em Moçambique.


Um comunicado do Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ) enviado ao nosso jornal no âmbito dos 40 anos que a agremiação celebra amanhã, apresenta um rol de problemas que a classe jornalística continua a enfrentar, no seu dia-a-dia.


“Nas empresas jornalísticas, debatemo-nos com a falta de contratos de trabalho, salários baixos e outros abaixo do mínimo nacional, despedimentos arbitrários e a falta de progressão nas carreiras profissionais e o impedimento dos profissionais de se sindicalizarem, violando a Lei do Trabalho”, pode-se ler na nota.


O documento indica que, por razões que se prendem com a não clarificação da situação jurídico-legal, muitos profissionais da comunicação do sector público não são tidos como funcionários e agentes do Estado, apesar de terem transitado das então empresas do Estado.


O SNJ assegura haver ainda desafios no seio da classe, nomeadamente a clarificação de quem é jornalista, passando pela aprovação do seu estatuto, terminando pela realização da sua actividade profissional com isenção, rigor e responsabilidade.


Neste contexto, torna-se necessário e urgente que seja aprovado os projectos-leis da Carteira Profissional e do Estatuto do Jornalista para serem expurgados do seio da classe, os falsos jornalistas, uma tarefa inadiável.


“Por ocasião dos 40 anos da organização, queremos lançar um veemente apelo a todos os profissionais para que encarem esta situação com responsabilidade e, em conjunto, encontremos as melhores vias de ultrapassar o problema que hoje mancha a classe”, lê-se no comunicado.


O secretariado executivo do SNJ, renova saudações a todos os profissionais que com brio, ética e responsabilidade levam a informação para os vários cantos deste país e, igualmente, homenageia jornalistas que dedicaram suas vidas à profissão e à causa da organização.



Jornal Notícias

Related posts

Hombres al borde de un ataque de nervios

admin

La extraña plaga de la danza que cobró miles de vidas en la Europa del siglo XVI

admin

Archivada la denuncia del ex número tres de Cifuentes contra Marjaliza por implicarle en la Púnica | Madrid

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.