fbpx
Noticia

Projecto Mozambique LNG apoia sector de educação



O PROJECTO Mozambique LNG, liderado pela petrolífera Anadarko, acaba de desembolsar 250 mil dólares americanos em apoio à iniciativa de concepção e implementação de uma plataforma elearning, no quadro da promoção do uso de metodologias interactivas em Institutos de Formação de Professores e na formação em exercício de professores de escolas primárias.


Um comunicado daquela organização recebido na nossa Redacção refere que a iniciativa, a ser implementada nas províncias de Cabo Delgado, Niassa, Tete e Maputo, é parte do Projecto BETTER, desenvolvido pelas organizações não-governamentais Associação Progresso e CODE, financiado pelo Governo do Canadá e apoiado pelo Ministério de Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH).


 


NO ano passado, o Projecto Mozambique LNG doou outros 250 mil dólares americanos para apoiar a iniciativa de produção de livros em diversas línguas, nomeadamente Português, Emakhuwa, Shimakonde, Ciyawo, Kimwani e Cinyanja, uma contribuição para o aprimoramento do processo de leitura naquelas quatro províncias do país.


Este apoio, refere o comunicado, permitiu o desenvolvimento, publicação e a impressão de vário material destinado aos primeiros anos de escola primária, tendo sido produzidos, naquelas línguas, 66 títulos e mais de 110 mil livros distribuídos por quatro instituições de formação de professores em Cabo Delgado, Niassa, Tete e Maputo.


Os livros foram igualmente distribuídos por 54 escolas primárias, beneficiando mais de 87 mil alunos e mais de 1500 professores.


Para o Vice-Presidente da Anadarko e Director Geral em Moçambique, Steve Wilson, a educação é um vector importante para o desenvolvimento das crianças, por um lado, e do país, por outro, razão porque a sua organização está feliz em continuar a apoiar estas iniciativas, que visam o aprimoramento da leitura dos alunos, da formação de professores e do aperfeiçoamento do processo de ensino-aprendizagem.


Por seu turno, Elisabeth Sequeira, da Associação Progresso considera que “este é um exemplo de que é possível juntar sinergias entre instituições públicas, privadas e organizações da sociedade civil, dentro e fora do país, para a implementação de projectos estruturantes para o desenvolvimento do país. A educação das nossas crianças é, naturalmente, importante para o presente e futuro do nosso país”.


O projecto Mozambique LNG está a desenvolver a primeira fábrica de Gás Natural Liquefeito (GNL) em terra, que consiste inicialmente em dois primeiros módulos de produção de GNL com uma capacidade total de 12.88 milhões de toneladas por ano (MTPA) para apoiar o campo Golfinho/Atum situado inteiramente dentro da Área 1.


 


 


 


 



Jornal Notícias

Related posts

Rod Stewart sobre Elton John: “Anunciar tu jubilación huele a querer vender entradas” | Gente y Famosos

admin

2019: a todo esto tienes que estar atento

admin

La impecable respuesta de Wyoming en ‘El Intermedio’ a los insultos de El Bigotes

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.