fbpx
Noticia

PRM recupera 12 armas de fogo em Niassa



Um total de 12 armas de fogo de diferentes calibres das quais seis AK-47, três semi-automáticas, uma caçadeira modelo mauser e outra de fabrico caseiro, com cerca de 107 munições, foram apreendidas ao longo do ano passado pela Polícia da República de Moçambique (PRM), em Niassa.


O material bélico era usado para o cometimento de assaltos que apoquentam a sociedade local e na caça furtiva.


Alves Mate, porta-voz do Comando Provincial da PRM em Niassa, explicou que do total das armas apreendidas, onze foi na posse de caçadores furtivos. A outra foi apreendida na posse de um membro das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) afecto na base naval de Metangula, distrito de Lago.


Os portadores das referidas armas estão neste momento a contas com os órgãos provinciais de administração da justiça, que fazem um trabalho investigativo no sentido de apurar a proveniência dos artefactos. É que os implicados na posse ilegal de armas de fogo recusam-se a revelar a proveniência das mesmas, facto que no entanto, não os iliba da sua responsabilização, segundo o interlocutor.


A província de Niassa registou ao longo do ano passado cerca de 594 casos criminais sendo que dez praticados com recurso a arma de fogo. As vítimas foram agentes económicos que foram assaltadas nas suas residências e estabelecimentos por grupos de meliantes, que integram membros das forças de defesa e segurança, dos quais quatro encontram-se encarcerados e os seus processos estão em curso para julgamento e condenação pelos órgãos judiciais.


Nos assaltos, os envolvidos roubaram valores monetários em somas avultadas, incluindo outros bens valiosos. Mandimba, Mavago, Mecula, Mecanhelas, Ngauma e Sanga foram os distritos que registaram assaltos com recurso a arma de fogo.


O Comando Provincial da PRM, em Niassa, está, neste momento, a investigar a proveniência de 20 pares de fardamento da corporação, que foram encontrados na posse de desconhecidos no acto das patrulhas levadas a cabo, sobretudo, no período nocturno.


Alves Mate acrescentou que a dificuldade no apuramento da proveniência do fardamento resulta do facto de indivíduos interpelados por uma unidade de patrulhamento terem empreendido uma fuga e abandonado a sacola com aquele uniforme.


Antes do final do ano, a PRM, em Niassa, devolveu aos legítimos proprietários vários bens com destaque para 31 computadores, 36 motorizadas, sete congeladores, 46 bicicletas, 45 televisores, 62 telemóveis, cinco monitores, 30 leitores de DVD, 31 colchões, 20 amplificadores sonoros, 2.100 quilogramas de fertilizantes, 94 cadeiras, 40 colunas de som e três painéis solares.


Procedeu igualmente à devolução aos respectivos donos de valores monetários correspondentes a 723 mil meticais e nove cabeças de gado bovino.


Inocêncio Mazula



Jornal Notícias

Related posts

El torneo del Club Cid Hiaya entra en el circuito nacional IBP Tennis Series

admin

Premios SAG: estos son los ganadores de una gala que mostró que Hollywood sigue analizándose tras la oleada de acusaciones de abuso sexual

admin

Así es el vestido de novia de Pilar Rubio

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.