Rodexo
Noticia

Em Palma, Cabo Delgado: Investimento da Shell pode gerar 12 mil empregos



A fase de construção de uma indústria de transformação de gás natural para o consumo doméstico e outros combustíveis, bem como a geração de energia eléctrica, no distrito de Palma, em Cabo Delgado, poderá criar oportunidades entre oito mil a doze mil postos de emprego em cinco anos.


A informação foi avançada esta semana por Alex Battaglia, representante da Shell em Moçambique, no final de um encontro à porta fechada com os representantes do Governo provincial de Cabo Delgado.


Nesta província, a multinacional anglo-holandesa Shell pretende investir vários biliões de dólares americanos na indústria de transformação de gás natural para o doméstico, outros combustíveis e energia eléctrica no distrito de Palma, extremo norte desta parcela do país.


Alex Battaglia precisou que a concretização deste projecto vai gerar, na sua fase de operacionalização, 800 postos de trabalho permanente.


Falando a jornalistas, Alex Battaglia disse que a sua firma ainda estána fase de negociações com o Governo moçambicano, daí ser ainda prematuro especificar os valores exactos dos investimentos.  Sublinhou, no entanto, que a informação sobre os montantes envolvido ébastante sensível, não sendo, por isso, aconselhável partilhar com a Imprensa neste momento.


A fonte explicou que durante o encontro apresentou aos representantes do Governo provincial as ambições da Shell, depois de ter feito o mesmo com o Executivo central.


“Estávamos a partilhar a ideia com novo timoneiro de Cabo Delgado, Júlio Parruque, para o pôr a par do projecto”, salientou.


Actualmente, a Shell estáa negociar com o Ministério dos Recursos Minerais e Energia sobre matérias fiscais a serem observadas durante a fase de produção e as condições de fornecimento dos produtos finais.


A assegurou que a indústria será instalada no distrito de Palma, onde também estáa trabalhar com outras empresas ligada aos projectos do gás do Rovuma.


A companhia pretende instalar em Palma um processador de alta qualidade para produção do gás doméstico e infra-estruturas de transmissão da corrente eléctrica, que se espera que gere 80 Megawats para a província de Cabo Delgado.


Um dos pontos de negociações com o Governo, segundo referiu, éatribuição do espaço em Palma para implantação do projecto, mas deixou claro que o mesmo deve ter acesso ao mar.


Já o director provincial dos Recursos Minerais e Energia, Ramiro Nguiraze, referiu que o projecto da Shell faz parte da implementação do Plano Director do Gás. Afirmou que o Governo lançou um concurso internacional do qual foi seleccionada a Shell, com objectivo de aproveitar o gás também internamente.


Justificou o facto de o encontro decorrer à porta fechada afirmando que as negociações ainda estavam em curso e que, apesar de a empresa ter sido seleccionada, ainda há questões a acertar.  “Portanto, este foi o primeiro encontro da empresa com o Governo provincial e acredito que depois as coisas serão ditas publicamente, porque há muita coisa por fazer”.



Jornal Notícias

Related posts

Evra, expulsado por dar una patada en la cabeza a un aficionado de su equipo | Deportes

admin

Ariana Grande vuelve a Mánchester | Gente y Famosos

admin

Aprende inglés: cuál es la mejor hora para someterte a una operación quirúrgica según tu reloj biológico

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.