Rodexo
Noticia

Mártires de Mbuzine recordados hoje



O governador da província de Maputo, Raimundo Diomba orientou hoje em Mbuzine, na África do Sul, as cerimónias comemorativas dos 31 anos da morte de Samora Machel e seus acompanhantes.


No seu discurso, Raimundo Diomba enalteceu as qualidades do primeiro Presidente de Moçambique independente, qualificando-o como sendo um homem persistente na luta pela paz harmonia em todo o mundo.


Diomba destacou o papel do ex-chefe de Estado moçambicano no combate do “Apartheid” na África do Sul, consubstanciado no apoio da luta do Congresso Nacional Africano (ANC) contra o então regime do “Apartheid”. “Samora fê-lo sem olhar para as consequências, quer para si como para o seu povo”, observou o governante, falando para cerca de 300 pessoas que assistiram às cerimónias de Mbuzine.


Diomba chefiava a delegação moçambicana presente na cerimónia e era acompanhado pelo embaixador moçambicano na África do Sul Paulino Macaringue.



Jornal Notícias

Related posts

Nampula preocupada com morte de professores

admin

El dilema del kétchup: ¿debe guardarse o no en la nevera?

admin

Ancuabe: Mais uma empresa entra na exploração de grafite

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.