Rodexo
Noticia

Mártires de Mbuzine recordados hoje



O governador da província de Maputo, Raimundo Diomba orientou hoje em Mbuzine, na África do Sul, as cerimónias comemorativas dos 31 anos da morte de Samora Machel e seus acompanhantes.


No seu discurso, Raimundo Diomba enalteceu as qualidades do primeiro Presidente de Moçambique independente, qualificando-o como sendo um homem persistente na luta pela paz harmonia em todo o mundo.


Diomba destacou o papel do ex-chefe de Estado moçambicano no combate do “Apartheid” na África do Sul, consubstanciado no apoio da luta do Congresso Nacional Africano (ANC) contra o então regime do “Apartheid”. “Samora fê-lo sem olhar para as consequências, quer para si como para o seu povo”, observou o governante, falando para cerca de 300 pessoas que assistiram às cerimónias de Mbuzine.


Diomba chefiava a delegação moçambicana presente na cerimónia e era acompanhado pelo embaixador moçambicano na África do Sul Paulino Macaringue.



Jornal Notícias

Related posts

Cómo suena el fondo del mar y cómo lo recreó el documental de la BBC “Blue Planet II”

admin

Cómo el escándalo sexual en Hollywood amenaza con tomarse la ceremonia de los Globos de Oro este domingo

admin

Sin cristales ni límite de tiempo: así será la visita de Iglesias a Junqueras | Cataluña

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.