Rodexo
Noticia

Aeroporto de Nacala: Custo de passagens retrai empresários



EMPRESÁRIOS da cidade portuária de Nacala, província de Nampula, consideram elevados os preços das passagens aéreas cobrados para voos a partir do aeroporto internacional local.


Sem apresentarem os valores que são cobrados, realçaram que no início do tráfego doméstico a partir do Aeroporto Internacional de Nacala, em Dezembro de 2014, embarcavam entre 70 a 90 passageiros para diversos destinos, tendo o número baixado consideravelmente.


Os empresários expressaram este sentimento num encontro que mantiveram recentemente com o presidente do Conselho Municipal de Nacala, Rui Chong Saw.


“Não é que não estejamos a viajar para outros cantos do país, mas preferimos percorrer 200 quilómetros até a cidade de Nampula para apanharmos os voos para os nossos destinos”, disse na ocasião Ana Bela Borges, empresária dos ramos de restauração e avicultura.


A mesma empresária pediu para que os gestores da edilidade fizessem esforços para a entrada em funcionamento de um novo cartório de registos e notariado, tendo em conta que o único existente não tem estado a conseguir responder à demanda, para além de que os agentes económicos são obrigados a percorrer longas distâncias para reconhecer ou autenticar documentos.


Sobre o financiamento bancário das actividades, os empresários queixaram-se das altas taxas de juro, factor que, segundo eles, inibe pedidos de financiamento, apesar de as empresas oferecerem garantias.


A cidade de Nacala-Porto beneficia de um turismo empresarial que, todavia, está a ser afectado pelo estado degrado das vias de acesso.


“Ao nível da indústria hoteleira comunicamos com o mundo afora, para divulgar o que Nacala-Porto oferece neste ramo, mas quando nos questionam sobre a segurança que as praias oferecem, ficamos de alguma forma indecisos em dizer a realidade”, afirmou um gestor do Hotel Afrin, solicitando depois a reabilitação da estrada de acesso ao aeroporto internacional.


Respondendo às inquietações, o presidente do município de Nacala-Porto pediu os empresários locais a serem persistentes nos esforços do desenvolvimento da urbe.


“Estamos aqui para monitorar e facilitar a vossa actividade. Não se podem distanciar do nosso plano e quero que vocês também acompanhem aquilo que estamos a realizar, ajudando-nos a identificar as prioridades”, disse Rui Chong Saw.


O presidente anunciou estar em conversações com instituições bancárias locais para que tornem o custo do dinheiro menos oneroso para os empresários.


 



Jornal Notícias

Related posts

Linchamento em Mandlakazi – Jornal Notícias

admin

“Es como si alguien hubiese lanzado una enorme bomba”: así se vivió la fiereza del huracán Irma en el Caribe

admin

MINT garante Segurança de juízes

admin

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.